sábado, 23 de novembro de 2019

Sonho simples de criança


Já parou para pensar sobre os sonhos que você tinha quando criança?
Jogador de futebol profissional, astronauta, dono de uma empresa milionária, etc.
Eu não, eu tinha um sonho mais simples, bom, esse sonho veio bem antes daquele que eu acreditava que gostaria de ser enfermeiro do SAMU, passar o dia na rua salvando pessoas.
Eu bem que tentei, não podem me culpar, mas simplesmente não consigo lidar com pessoas morrendo como achei que conseguiria.
Claro que também quis ser policial ou bombeiro, mas meu medo de morrer e minha deficiência auditiva bilateral, não me deixou seguir em frente. Sem falar na minha falta de altura né rs.

Enfim, outro sonho que eu tinha era ser mecânico de veículos.
Eu compraria um terreno e teria minha própria oficina.
Deixaria minha mãe como administradora.
E quem sabe uma mini lanchonete para os clientes.
Sei lá, sempre gostei de carros, fico imaginando como funciona cada peça e como devem arrumar.
Não é um sonho grande, comparado aos sonhos mais clichês de hoje em dia.
Mas eu gostava bastante e sempre pensava nisso quando mais novo.
Mas nesse sonho idiota, achei que meu pai ensinaria as coisas que sabe sobre carro, que trocaríamos ideia e planejaríamos juntos.

Mas no fim das contas, ele finge que não sabe quem eu realmente sou, digo no sentido da minha nova identidade, finge não saber nada sobre carros, finge ser organizadinho, que no fim conseguiu perder o documento de compra e venda do carro que tínhamos e com isso passei a maior vergonha no cartório quando fui transferir para o nome do rapaz que comprou.
Ligamos e pedimos para vir procurar no armário dele, ele nem apareceu.
Agora sou eu que vou ter que correr atrás de tudo, sozinho.
E continuo sem saber nada sobre carro.
O minimo que eu sei, foi aprendendo com algumas pessoas que passaram rapidamente na minha vida.
Claro que a gente aprende, tipo, no próximo carro, eu mesmo que vou guardar todos os documentos.
Vou aprender mais coisas em cursos online e youtube, meter a cara até aprender.
A gente aprende que no fim das contas não se pode contar com ninguém.
Eu fiquei tão chateado, que hoje o dia todo eu não consegui reagir a nada.
Não fiz nada de útil no meu sábado, apenas fiquei refletindo sobre isso.
Não quero ser como meu pai ou meu irmão, que vivem suas vidas como se fossem só eles na história, mas também não quero deixar de acreditar que existe ainda homens bons no mundo.
Deve existir, precisa existir!

Eu não pretendo ser pai algum dia, mas se a vida me surpreender, espero ser um pai melhor, mais presente e compreensivo.
Mas sempre dou graças a Deus que tenho a mãe que tenho, bem oposta do meu pai, está sempre presente, sempre participando das coisas, ensina tudo o que sabe e é bem compreensiva.

Ainda bem que gosto de mulher, sempre achei mulheres mais compreensivas, amigas, companheiras, amorosas e carinhosas.
Uma vez alguém me disse que homem só serve pra procriar.
Espero que ela esteja errada.
O homem sempre se achou dono do mundo, no fim, não é porcaria nenhuma.
Não acho que homens e mulheres deveriam ter direitos iguais, acho que mulheres deveriam ter mais direitos, a maneira que são unidas, é fantástico.
Claro que existem muitas mulheres que fogem dessa regra e tenho muitas na vida e na família, mas, ainda assim, conheço mais mulheres boas do que homens, muito mais.

Enfim, vou correr atrás dos documentos e fazer o que tem que ser feito.
Mas agora mais do que nunca, preciso criar vergonha na cara e aprender a me virar sozinho.
Bem que hoje mais cedo minha mãe disse que no fim somos só eu e ela, ela e eu.
Acho que sempre foi assim, a gente que demorou demais para perceber.

Hoje estou bem longe de ser um mecânico, mas graças a Deus estou trabalhando em uma empresa maravilhosa, gosto do que faço e me sinto bem lá.
Mas se algum dia os planos mudarem, talvez seja para este rumo que eu vou, quem sabe.

Sei la, as pessoas são bestas demais, a vida passando tão depressa e o ser humano perdendo tempo sendo insensível, não sabem mais aproveitar os bons momentos, a companhia gostosa de alguém.
Deixando as coisas para depois.
Só que ninguém sabe até quando podemos deixar pra depois.

"Depois o show acaba.
Depois as cortinas se fecham.
Depois os aplausos começam ou não.
Depois o café esfria.
O pão endurece.
A música acaba.
Depois, o fim."

Pedro.

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

Carta para ela 24/10


"Querida avó.
Aqui estou eu novamente te escrevendo, como se você mesmo ler.
Ou como se eu acreditasse mesmo que de alguma maneira você sente o que está no meu coração.
Acho que no fim das contas, escrevo mais por mim mesmo.
Para tirar um pouco o peso do meu coração.
Ou aliviar a minha alma da dor da saudade.

Um ano se passou e aqui estou eu novamente.
Hoje teria sido seu aniversário.
Acho que só não foi tão difícil de lidar com esse dia, porque você nunca quis festas.
Nunca quis bolo e parabéns.
Nunca foi de presentes.
Sempre insistiu para que fosse uma data normal como qualquer outra.
Se essa data tivesse ficado marcada com festas, acho que seria mais difícil.
É estranho de qualquer maneira.
Porque o telefone não toca mais.
Não tem mais sua irmã Solange falando "É a aniversariante do dia?"
Ou suas amigas ligando.
Não tenho que te levar para cuidar do gato da sua amiga enquanto ela viaja.
E quer saber o que é mais louco?
Sempre imaginei que quando você partisse, nossa geladeira estaria cheia de cervejas.
E fumaríamos dentro de casa.
Mas eu estava completamente errado, sua regra continua sendo mantida.
Não tem bebidas aqui e ainda fumamos lá fora.
Sinceramente, acho que nada mudou.
Eu me via saindo com os amigos e voltando tarde, porque a senhora não estaria infernizando minha mãe com a hora que eu iria chegar.
Isso também não aconteceu.
Acho que essas coisas deixaram de fazer o menor sentido e passou a ser bobeira.

Hoje, consigo entender porque você não gostava de ficar no seu quarto e nem queria que a gente colocasse uma TV pra vc lá, vc dizia que se sentia sufocada, não gostava de estar em um local todo fechado.
Pois bem, agora quem sente isso sou eu.
Só tenho entrado no seu quarto para dormir.
Sim, ainda é seu quarto e sempre será.
Tem dias que não quero dormir lá, porque a saudade aperta demais, a ponto de me tirar o ar, o sossego, a paz e o sono.
Mas minha mãe e a Kiara ainda dormem na sala e elas revezam o sofá cama com o sofá padrão.
Logo, não sobra lugar, a menos que eu trouxesse o colchão, mas sem chance, o negócio é extremamente pesado.
Ai faço uma oração, viro pro lado e tento dormir.
Mudei algumas coisas no seu quarto, não para te esquecer, mas para ser menos doloroso, entende?

Tem dias que é bem difícil sem você aqui.
No fim das contas vamos continuar morando neste apartamento e querendo ou não, aqui está cheio de suas lembranças.

Um ano se passou e ainda parece que foi semana passada.
Parece que foi semana passada que resolvi não te visitar.
Porque eu sabia que perderia meu chão e precisava trabalhar para pagar as contas.
Parece que foi semana passada que você me deixou.
Parece que foi semana passada que eu me arrependi pelo restante de toda a minha vida.
Cheguei tarde demais.

Um ano se passou e eu ainda tenho essa sensação de que cheguei tarde demais.
É muito ruim sentir que por mais q vc corra, é tarde.
Por mais que vc tente, é tarde.
Por maior que seja sua velocidade, sua vontade, é tarde.
Tarde demais para mudar o final da história.
Tarde demais para mudar o rumo da história.
Tarde demais para colocar uma virgula embaixo do ponto final.
Tarde demais para querer fazer a diferença.

E você tinha uma fé tão grande, sincera e bonita, que do fundo do meu coração, da minha alma, eu desejo que você esteja mesmo ao lado de Deus, que esteja descansando e sendo feliz.
Que o paraíso seja como falam por aqui na terra.
Que você esteja realmente bem.

Lembra quando eu te chamava de GPS humano?
Semana passada fui em um mercado chamado Makro, me perdi duas vezes rs.
Isso não teria acontecido se você tivesse aqui, mas ok, eu te perdoo rs.
Sinto muito a sua falta.
Mais do que pode imaginar.
Nunca esquecerei de você.
De quem você foi pra mim.
Do que você fez por mim.

Eu sei que a sua religião, a que você nos ensinou não permite tais coisas.
Mas a verdade, é que se o seu corpo tivesse sido enterrado aqui perto, pelo menos uma vez por semana eu visitaria seu túmulo.
Eu sei que você não ia nem saber que eu estaria lá, que teria flores lá ou que me escutaria.
Mesmo você não me respondendo, sei lá, parece que dá uma sensação de paz, sabe?
Escrever aqui no blog costumava me dar essa paz, mas não dá mais como antes.
Algo mudou.
Talvez porque eu não tenho mais vindo aqui com frequência.
Eu não sei.

Enfim...
O Matheus está bem, não está trabalhando ainda, mas está procurando.
Meu pai também, nós recorremos com a aposentadoria, o resultado não saiu ainda, mas ele esta bem.
Minha mãe também está bem. Segunda-feira ela vai fazer o exame para ver se tem a mesma coisa que você e espero em Deus que não, eu não posso mais perder ngm, além de que meu coração não aguentaria outra perda tão grande, só me restou ela.
A pessoa mais importante da minha vida inteira.
Sim, eu sei que tenho o meu pai e o Matheus ainda, mas eles vivem a vida deles como se morassem sozinhos, sabe? Sai sem falar nada, volta sem falar nada e tal.
A Kiara está chata, intrometida e não para de morder.
A Soraya e o Luciano também estão bem.
O Thiago não sai da casa da namorada. E eu achando que ele era gay rs.
Do Lucas, você teria orgulho, ele está trabalhando e estudando a noite. Ajeitando a vida.
A Sabrina continua morando lá no cu do mundo, as vezes visita a gente, as vezes não.
Mas o lance "família" acabou mesmo.
Todo mundo se afastou, teve brigas que afastaram pessoas que dura até hoje.
É chato, mas é a vida.
Acho que no fim das contas, você quem mantinha a família unida.
Ah! Já contei que a Nancy voltou pra cá?
Pois é, ela é nossa vizinha de novo.
As vezes pega um pratinho de comida aqui, as vezes nos traz um docinho.
Sempre falamos com ela pelo muro do quintal, parece coisa de gente antiga rs.

Enfim...
Não consigo me perdoar, sabe?
Poxa, eu tenho bacharel em enfermagem, como que eu não vi os seus sintomas?
Como que eu não vi que você estava adoecendo cada vez mais?
Como que fui deixar vc me convencer de não ir ao médico com você?
Como que eu pude não aparecer nas visitas da última semana?
Eu sei que são bastante perguntas, mas me mata não ter as respostas.
Talvez com o tempo passe, eu não sei. Talvez não.
A gente ainda não fala abertamente sobre você, ainda é difícil.
Não falamos sobre o seu aniversário, não sei se minha mãe lembrou e se gostaria de falar disso.
Prefiro deixar ela no tempo certo querer falar sobre vc.
Não sei se um dia isso aconteceria.
Não to sabendo de muita coisa, na verdade.

O tempo está bem seco, não chove, minha sinusite atacou.
Meus dois joelhos doem e minhas costas mais ainda.
Acho que é o peso.
Se você tivesse aqui, já teria me criticado e eu já teria ficado puto.
Teríamos brigado para fazer as pazes três dias depois rs.

Enfim, saiba que esta data sempre será lembrada, tenha certeza.
Você foi uma pessoa muito especial na minha vida e na vida de outras pessoas também.
Sempre terá uma moradia em nossos corações.
E eu realmente sinto muito, muito mesmo, mais do que consigo falar.
Mas no fim das contas, o único lado bom de vc ter partido, é que não está aqui vendo as desgraças que acontece nesse mundo, é triste demais, vc não tem noção.
O que o ser humano fez com o planeta que Deus nos deu para morar é tão triste que não me surpreende que um dia ele chegará mesmo ao fim.

Espero que vc esteja se cuidado.
Um grande abraço.
Te amo.

Pedro.

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

O tamanho da decepção que não para de crescer.


Boa noite amiguinhos.
Espero que estejam bem.
Eu estava esperando alguma inspiração para postar aqui novamente, mas obviamente não queria que tivesse sido essa.
Depois de um longo dia no trabalho, fui ler as notícias e me deparo com a triste notícia do suicídio de uma mulher trans, atriz, que tinha uma filha.


Não só porque ela era trans, eu lamento todos os suicídios que acontecem.
Mas eu também já estive no fundo do poço, eu sei como é assustador estar lá, ver pessoas queridas jogando a corda para vc e vc não conseguir se agarrar a ela para voltar a superfície e também vendo pessoas queridas que nem percebem que vc está lá embaixo.
Lá é escuro, muito escuro.
Assustador. Não desejo a ninguém.
Acham que quando eu estava lá nunca pensei no suicídio? Pensei muito.
Inclusive, quem leu meus dois livros sobre minha própria história sabe que cheguei a praticar auto mutilação ou auto sabotagem como alguns conhecem.
Não é fraqueza, não é arrependimento.
É uma dor que não cabe no coração.
Uma dor que corre pelo seu corpo e alcança sua alma ferindo-a em uma apunhalada só.
Vc não quer acabar com a vida em si, vc quer acabar com a dor.
Mas depois de muito tempo no escuro e assustador fundo do poço, parece fazer sentido que só se acaba com a dor, acabando com a vida.
Só se para de sangrar quando o ferimento consumiu-te 100%.
Não desejo isso para ninguém.

Não faz o menor sentido ver pessoas falando que escolhemos esse caminho.
Quem escolheria um caminho cheio de dor?
Quem escolheria um caminho cheio de preconceito?
Onde você apanha e morre só por ser quem você realmente é?
Onde você é torturado só por adaptar o sexo do seu corpo com o sexo da sua alma?
Quem escolheria uma vida onde você é alvo todos os dias, só por ser diferente?

Muitos falam que não é coisa de Deus, mas odiar o próximo e desejar a morte é?
Festejar a morte de alguém só por ser trans é?
Acham mesmo que Deus estaria feliz com todo esse ódio no coração de vocês?
Acham que serão perdoados por ELE por matarem pessoas diferentes de vcs?
Alguém que carrega no coração muito mais amor do que vcs?
Eu tenho pena, muita pena.
Pena de gente que se acha superior só por não ser trans.
Pena de gente que acha que a humanidade vai melhorar qdo todos os trans morrerem.
Pena de gente que acha que somos aberrações ou sub espécie.
Pena de pessoas que não param um minutinho para se informarem sobre a transexualidade.
Tenho pena de pessoas que não sabem respeitar o próximo.
Tenho tanta pena do ser humano. Ah e como eu tenho!
Mas sinceramente?
Espero que Deus tenha piedade de todos vcs que levam esse tamanho ódio no coração, vcs não sabem o que estão falando.

Vcs já pararam para pensar que tem muitos homens estuprando crianças? Bebês?
Mulheres largando seus filhos por causa de macho?
Homens largando suas mulheres por engravidarem?
Família abandonando pessoas presas por erro do sistema?
Pessoas abandonando familiares por estarem em uma cama de hospital?
Pessoas negando dar um pão para quem está a morrer de fome?
Um copo de água para quem está morrendo de sede?
Uma pequena ajuda financeira para instituições carentes?
Pararam para ver que a décadas os políticos nadam no nosso dinheiro e somos sempre os trouxas?
Viram que tem filhos matando pais e vice versa?
Humanos matando gato preto só pq é sexta-feira 13 e acham que o gato atrai azar?
Vcs viram que tem crianças literalmente morrendo de fome?
Doenças sem curas?
Vcs viram que os países estão entrando em guerra pelas maiores bobagens do mundo?
O mundo está um caos e ninguém se importa.
O mundo está no fim e ninguém distribui amor.
Todos esqueceram que estamos no mesmo barco?
Que foi o ser humano que destruiu o planeta que Deus no deu e deveria ter sido maravilhoso se não fosse a ignorância, ganância e ódio do ser humano?

Se ser trans é ser uma sub espécie, então prefiro ser mesmo, pq ser humano hoje em dia é tão decepcionante que dá até desgosto.
Dá tristeza.
Nos arranca a força a esperança.

Tanta coisa que poderia ser melhor se não perdessem tempo odiando pessoas diferentes.
Tantas coisas que poderiam ser feitas que mudariam o rumo da história da humanidade.
Diga-me quando foi a última vez que você estendeu a mão para alguém.
Diga-me quando foi a última vez que você sentiu compaixão.
Diga-me quando foi a última vez que você deu um potinho de água para um cachorrinho na rua.
Um prato de comida para um morador de rua.
Um abraço em um amigo triste.
Um alô para aquele parente que vc não vê há tempos.
Um "eu te amo" para seus pais.
Ou até mesmo um "ótimo trabalho" para o seu funcionário.

Quando foi a última vez que você ergueu seus olhos aos céus para agradecer a Deus?
Pela sua casa, sua cama e sua comida?
Pela água que vc bebe e toma banho.
Pela roupa que vc veste, independente do clima e do seu gosto?
Até mesmo por ter energia em casa e internet?
Um cobertor nos dias frios.
Refresco gelado nos dias quentes.
Quando você doou uma blusa?
Quando você perguntou aquele colega que estava quieto demais se ele estava bem?
Uma doação de sangue?
Quando foi que você reconheceu alguém que já fez tudo por você?
Trocou palavras de amor?
Fez um carinho?
Deu atenção?

A grande verdade é que o mundo não está desse jeito que nós trans vivemos neles.
Ou porque existem pessoas homossexuais e bissexuais.
Ou até mesmo intersexuais ou pansexuais.
Pq existem pessoas gordinhas e baixinhas.
De cabelo colorido, cheio de tatuagem ou com vários piercing.
Pq uma pessoa tem menos dinheiro do que outra.
Pq uma sabe ler e outra não.

O mundo está assim porque está sendo dominado pelo ódio humano.
Pela ganância.
Pela arrogância.
Pela maldade.
Pela ignorância.
Pela mentira.
Por todos os sentimentos ruins que estão crescendo cada vez mais.
Hoje ninguém para no caminho para ajudar aquele que esta caído.
Hoje as pessoas passam por cima.
Essa é a verdade.

Essa é a realidade.
Essa é a grande e triste verdade.

Ninguém mais sabe o valor do amor.
Ninguém sabe mais amar.

Pedro.

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

*SETEMBRO AMARELO* - A minha opinião pessoal.


Bom dia amiguinhos.
Como vocês estão?
Depois de quase dois meses sem aparecer, eis me aqui.
Antes de contar o que eu realmente quero contar, deixa o tio falar uma coisa pra vocês.
Muito legal a campanha do setembro amarelo, prevenção contra o suicídio, mas vamos lembrar algumas coisinhas?

1. A depressão não é uma maneira de querer chamar atenção.
2. A depressão não é uma "frescura" ou "drama".
3. O suicídio não é uma coisa de pessoas fracas.

O suicídio meus amigos, é uma doença sem cura.
Ela tem apenas tratamentos intensivos.
Tem casos que alguns meses resolve, outros levam alguns anos e no último caso, outro são para a vida toda.

Eu fui diagnosticado com depressão faz alguns anos.
E estaria mentindo se falasse que nunca pensei em suicídio na vida.
Sabe porque o suicídio não é para pessoas fracas? Porque além de precisar de muita "coragem" para tirar a própria vida, ninguém nunca de fato quer tirar a vida literalmente, quer na verdade matar a dor, mas existem casos tão extremos, que o depressivo só vê o fim da dor na sua própria morte, essa é a grande verdade.
A verdade que ninguém quer entender ou aprender.

Ah! Só mais uma coisa.
Não espere o setembro amarelo para ser solidário, para estender a mão amiga ou oferecer um ombro. Não espere o setembro amarelo para conseguir compreender a dor do outro.
Não espere setembro amarelo para ser um bom amigo, um bom colega ou apenas um companheiro mesmo que sentado em silêncio. Não deveria funcionar assim.
Todos os meses deveriam ser amarelos, absolutamente todos eles.
Abram os olhos, sejam mais atentos, nunca negue uma mão estendida para quem está no chão.
Não julgue.
Não veja como preguiça ou falta de interesse.
Não veja como fraqueza ou maneira de chamar atenção.
Depressão é uma doença meus amigos, uma doença que em pleno ano de 2019 ngm ainda achou a cura.

Enfim, vamos falar de um outro detalhe, ok?

Fui no psiquiatra hoje.
Sai de lá mais desanimado do que eu achava que era possível.
Disse ao meu médico que estou só esperando o contrato acabar que vou largar a academia.
Que não consigo mais ir treinar.
Que eu não consigo estudar, eu não quero ser melhor do que ninguém, mas quero ser um profissional melhor do que sou hoje e não consigo reagir.
Parei de sair com os amigos.
Parei de treinar.
Parei de estudar.
Parei de me importar.
Parei com tudo e eu simplesmente não consigo reagir, não tenho forças.
As vezes tem dias que não quero levantar e ir trabalhar, mas um homem tem que saber suas responsabilidades em todas décadas de sua vida.

Deixei bem claro que eu não estou conseguindo reagir a absolutamente nada na minha vida e o quanto isso tem me incomodado.
Galera, quando uma pessoa esta no fundo do poço e você joga uma corda, o fato dela não pegar a corda para vc puxar de volta a superfície não significa que ela não quer melhorar, que não quer mudar, talvez ela não tenha forças para se agarrar na corda, talvez suas mãos estejam muito machucadas quando estava tombando tentando não cair, tentando se segurar em algum lugar, elas podem estar machucadas demais e não conseguir segurar a corda.
Existem inúmeros motivos, não julgue.
Na hora certa a pessoa agarrará a corda, isso pode levar dias, semanas, meses e até mesmo anos, mas um dia ela irá agarrar a corda e se não agarrar, foi pq lutou tanto na vida, que simplesmente não aguenta mais e entregou a luta.
Não julgue.

Hoje meu médico disse o que todo mundo já sabe, a depressão é uma doença, não tem cura.

A depressão é como essas "linhas amarelas" conhecidas como pragas das plantas, elas vão se enrolando, se enrolando, se enrolando até que sufocam a plantinha e ela morre.
Só que a depressão vai se enrolando no ser humano, se enrolando, se enrolando, se enrolando até que mata aquela vida. Mas claro que as vezes, com a ajuda de alguém, de algo ou nesse caso, tratamentos, da para se livrar essas pragas, as vezes sim, as vezes não, o lance é que cada caso é um caso ou seja não julgue, depressão não é frescura ou preguiça, depressão não é querer chamar a atenção, depressão não é modinha, depressão não é apenas tristeza sem motivo.
Depressão é uma doença, uma doença que não tem cura.

Eu estaria mentindo se falasse que estou me sentindo 100% bem.
Já faz algumas semanas que não estou legal, estou sentindo as praguinhas se enrolando no meu corpo. E sabe o que é pior? É que as pessoas não entendem que depressivos tem dias bons e dias ruins, logo vão julgando e rotulando como bipolar.
Ah e nem preciso dizer o óbvio né?
"Tem gente que tem tudo na vida como assim pode ter depressão?"
De novo: Depressão é uma doença sem cura, não é uma escolha.
"Nossa, aquela garota é podre de rica, como pode ter depressão?"
"PORQUE DEPRESSÃO É UMA DOENÇA SEM CURA E NÃO É UMA ESCOLHA!"

Enfim, sai do consultório com a sensação de que estou sozinho nessa luta.
Quer dizer, tenho Deus e tenho amigos incríveis que estão ao meu lado.
Tenho colegas e parceiros de trabalhos também.
Mas o lance é que uma pessoa deprimida pode estar rodeada de 1 milhão de pessoas e ainda assim se sentir sozinha. Não é nada pessoal, apenas faz parte da doença.
Mas eu tentar me esforçar mais para estudar mais e ser um profissional melhor, tentar não deixar minha doença afetar meu trabalho, tentar treinar para perder peso e cuidar da saúde.
Mas devo lembrar, que por maior que seja a tentativa, não é algo que se vê a diferença de um dia pra noite ou da noite pro dia, sei lá como é o ditado.

Mas o que me deixa feliz é que na maioria dos meus dias, sei brincar com meus colegas, rir, atormentar e trabalhar muito bem, as vezes falar que estou com sono é muito mais fácil do que ter que explicar toda a situação correndo o risco de me rotularem novamente.
É uma sensação estranha sabe?
Parece que a praga da plantinha me enrolou até o pescoço me deixando imóvel.
Não consigo reagir.
Mas calma, não é esse o fim.
Um dia darei a volta por cima novamente.
Pelo menos quando estou deprimido, gosto muito de agradar as pessoas a minha volta, agradar as pessoas que eu amo, quero que elas se sintam bem, estejam bem, não sinta nada parecido com o que sinto.
Hoje no trabalho passei o dia todo me arrastando, parecia que eu estava gripando, meu corpo estava tão pesado que parecia que tinha um elefante nas minhas costas, mas ai no fim do dia, parei em uma lanchonete, peguei coxinha para a minha mãe, sei que ela gosta muito, quando entreguei a ela, ela fez uma comemoraçãozinha, que ver ela contentinha fez eu me sentir bem.
Acho que precisamos ir tentando né, aos poucos.
Hoje dei uma lembrancinha pra minha colega, um ventiladorzinho rosa de mesa, ela fez aniversário semana passada, mas a mula aqui só pensou nessa lembrancinha alguns dias depois.
Ver ela feliz me deixou bem.
Gosto muito de deixar os outros bem, felizes, sabe?
Se as pessoas que eu amo estão bem, pra mim tudo esta bem.
Porque eu já me acostumei com essa vida de desistir de tudo no meio do caminho.
De sempre pegar psiquiatras que não me compreendem e dão qualquer remédio achando que tudo vai se resolver com comprimidos dia após dia;

Eu estou bem, eu só estou cansado.
Incomodado também.
Mas eu estou bem.
É sério quando digo para não se preocupar.
Acho que quando atingimos a vida adulta aprendemos a lidar com a depressão de uma maneira um pouquinho mais fácil, bom, pelo menos eu espero que seja isso rs.



Enfim, não julgue.
Não julgue, não rotule, não ache que é fraqueza, drama ou tentativa de chamar atenção.
Não seja solidário somente em setembro.
Seja sempre.
Seja companheiro.
Seja amigo.
Seja digno, compreensível e respeitoso.

Quase 2020 anos e ninguém venceu ou curou a depressão.
Esperanças? Não tenho.
Só acho que cada um paga a sua cota.

Ei, se cuide, tá?
Se precisarem o Tio Pê está aqui.
Adoro poder ajudar as pessoas.
Fique firme.
Aguente firme.
Vai dar tudo certo.

Porque meus amigos, nós temos um Deus do impossível.

Um abraço,

Pedro.

domingo, 4 de agosto de 2019

Um ano desde que você se foi...


Querida vó.
Relutei tanto para não escrever no blog hoje.
Mas como eu poderia deixar essa data simplesmente passar?
Até procurar uma imagem para esse post me doeu na alma.
Um ano se passou desde você nos deixou, falaram pra mim que com o tempo fica a tal de uma "saudade gostosa", mentiram pra mim vó, não tem nada disso não.
A dor é a mesma.
Dói no coração. Dói na alma. Dói em cada pedaço do nosso corpo.
Te dizer adeus, foi literalmente a coisa mais difícil que eu já fiz em toda a minha vida.

Não importa quando o tempo passe.
Não importa o quanto eu tente distrair a mente.
Não importa o quanto eu tente seguir em frente.

Mas a verdade é que eu estou preso na sua última semana que não fui te visitar.
Eu tive medo de não conseguir me reerguer depois de te ver, ligada em todos aqueles aparelhos na UTI.
Eu tive medo de não conseguir me reerguer depois de te ver lutando pela vida.
E eu achava que o certo era ir trabalhar para poder comprar seus remédios e as coisas que você precisaria quando voltasse para a casa.
Eu achei de verdade que você ainda voltaria para nós.

A verdade é que você nunca vai ler esse post, mas se você soubesse como eu me arrependo e como eu vou me arrepender pelo restante de toda a minha vida, não tem como medir em palavras o arrependimento.

Me arrependo de não ter visitado você.
Me arrependo de não ter percebido os sinais que seu corpo estava dando tentando avisar que você estava muito doente.
Arrependo de não ter feito o que fosse preciso, o impossível para ir nas consultas com você.
Me arrependo tanto que dói, de me deixar de joelhos na história da vida.
Me arrependo das vezes que brigamos feio por motivos tão bobos.
Me arrependo por não dar tanta importância nas coisas que você me alertava.
De não te levar tão a sério.
De não querer ouvir todas as história que você tinha pra contar.
De não ter arrumado tempo para apreciar melhor sua presença.
Mas vó, mesmo que seja surreal, eu sempre achei que você viveria para sempre.
Sei que não é possível, mas na minha cabeça você nunca morreria.
Você era imortal.
Eu nunca teria que lidar com o seu falecimento.
Você estaria sempre comigo, conosco, com a família toda.
Se arrependimento matasse, tenha a certeza de que eu teria morrido junto com você.
Espero que você não tenha sofrido em sua partida.
Que não tenha sentido dor.
E do fundo do coração, que você esteja com o nosso amado senhor Deus.
Algo que você sempre quis.
Que seja como você esperava, que você esteja bem, esteja feliz.
E num patamar de sonhos um pouco mais alto, espero de verdade, que exista a possibilidade de você ter encontrado sua mãe, o tio Sergio e outras pessoas que já partiram.
Espero mesmo que você esteja bem, do fundo do meu coração.

Lembra quando todos foram para casa tomar banho e trocar de roupa no seu velório e eu fiquei com você? Não tive medo de ficar lá sozinho, nem de ficar tão próximo de um corpo falecido.
É como se você estivesse dormindo profundamente.
Eu não tive medo de pegar na sua mão.
Não tive medo de fazer carinho na sua cabeça ou passar meus dedos pelos seus cabelos que você gostava tanto.

Lembra de eu ter perdido perdão?
Perdão pela pessoa que me tornei?
Perdão por ser trans?
Perdão por não ser a neta que você gostaria?
Perdão pelas vezes que te fiz passar raiva?
Perdão por já ter te feito chorar?
Perdão por tudo?
Por mim?

Eu realmente sinto muito.
E agora é tarde demais, posso repetir a vida toda e você nunca saberá.
Espero que tenha partido sem dúvidas do tamanho do meu amor por você.
Espero que tenha partido sem dúvidas de que você mudou minha vida para sempre.
Espero que tenha partido para um lugar melhor.
Espero que tenha partido na certeza de que você fez o melhor para nós.
E reconhecemos isso, demoramos muito mais do que poderíamos, mas reconhecemos.
Eu sempre serei grato por tudo o que você fez por mim.
Eu sempre te amarei pelo restante da minha vida.
Eu sempre manterei as nossas lembranças vivas dentro de mim.

Lembra do que eu disse também?
Que ser trans não é uma escolha?
Não sei se você teria entendido a transexualidade ou respeitado, mas eu preferi nunca te contar saindo da minha boca, porque eu não aceitava nunca o fato de que eu poderia te magoar de uma maneira como jamais tinha feito antes.
Desculpe-me por tudo vó.
E por favor, continue aparecendo nos meus sonhos.
Infelizmente é só lá que eu posso te ver agora.

Vó, sei que falhei com você.
Falhei como ser humano.
Falhei como enfermeiro.
Falhei como neto.
E continuei falhando dia após dia.
Falhei quando perdi a paciência com a senhora e sai do quarto do hospital, fiquei sumido por 1hr.
Falhei e continuo falhando.
Tenho falhado como amigo.
Como primo, como colega, como irmão, como sobrinho, vizinho e filho.
Os dias vão se passando e eu continuo falhando.
Te garanto que não é por diversão e garanto também que eu não planejo isso.
Na verdade, por ter falhado tanto como neto, eu queria fazer o possível para ser pelo menos um filho melhor, mas infelizmente, parece que todas as tentativas estão indo por água abaixo.
É muito difícil ser uma pessoa boa num mundo tomado pelo ódio.
Quem me dera ser como você foi.
Sempre querendo ajudar o próximo.
Sempre abrindo o coração para quem precisava.
Sempre disposta a ajudar no que fosse preciso.
Ajudando sem olhar a quem, sem querer nada em troca.
Você foi um grande exemplo para mim.
E se você estivesse nos vendo agora, você ficaria orgulhosa da filha que você criou.
Agora, com sua ausência eterna, minha mãe é meu exemplo.
Acredite em mim, você fez dela uma grande mulher.
Não consigo imaginar sendo diferente.
Eu amo minha mãe mais do que tudo no mundo.

Obrigado por tudo vó.
Graças a senhora tenho fé em Deus.
Graças a senhora tenho tentado ser melhor do que fui ontem.
Graças a senhora tenho sempre pensado em estudar, evoluir.
Graças a senhora aprendi o valor do nosso trabalho.
Graças a senhora não falto, não chego atrasado, sempre faço o melhor possível.
Graças a senhora sei o valor de cada centavo gasto.
Graças a senhora sei equilibrar melhor a vida.
Graças a senhora estou fazendo o possível para aproveitar melhor a companhia de cada pessoa que passa pela minha vida.
Graças a senhora, sei o valor de cada coisa.
Sei que uma pessoa adulta tem responsabilidades e temos que arcar com cada uma delas.
Graças a senhora, eu consigo ver a beleza da vida nas pequenas coisas.

E todo mundo sente falta do franguinho que só você sabia fazer (risos).
Mas minha mãe esta mandando bem na cozinha agora.
Você teria gostado.

Sinto tanto sua falta.
Mais do que você pode imaginar.
Se eu soubesse o que eu sei hoje, teria feito muita coisa diferente.
Se eu soubesse o que sei hoje, teria me arriscado.
Não teria saído do seu lado nem no último segundo.
Ah! Se eu soubesse o que sei hoje...

Desculpe-me por tudo.
Sempre irei amar você.
Que Deus a tenha e cuide de você muito mais do que tentei cuidar.
Que você esteja bem.
Que você esteja feliz.

Um dia iremos nos encontrar novamente.
Eu sei.

Amo você.
Um abraço.

Pedro.

sábado, 27 de julho de 2019

Silêncio...


Já te falaram sobre o silêncio ser a melhor resposta?
Acho que não se aplica em todos os casos.
Ou as vezes aplica apenas um silêncio parcial.
Não sei explicar direito.

Sabe aquele silêncio após uma música perfeita?
Ou aquela sensação que dá depois de uma corrida intensa?
Não, acho que não é isso também.

Imagine que você tem que ensinar a letra de uma música para alguém.
Todos os dias você tenta ensinar, todos os dias você responde perguntas.
O tempo vai passando e você continua ensinando, sem desistir.
Palavra por palavra, melodia por melodia, pausa por pausa.
Até que um dia essa pessoa sai por ai cantando a letra tudo errado, a melodia errada.
Você iria ficar decepcionado, certo?
Depois de tanto tempo ensinando cada palavra, cada som, cada virgula, meses ensinando, anos ensinando e a pessoa simplesmente sai por aí cantando a letra errada sem se importar se isso te magoaria.
É chato, não é?
Pois bem, eis o que me deixou chateado:
Um colega postou a seguinte imagem:


Sim, cortei o rosto das pessoas, não me acho no direito de expor ninguém.
Porque esse post me deixou tão chateado assim?
Vamos lá!

1º "Mulher virando homem e homem virando mulher"
Quantas vezes repeti aqui no blog que ninguém "vira" nada?
Que apenas tentamos adaptar o sexo do nosso corpo com o sexo da nossa alma para que fique pelo menos suportável viver em um corpo que não se encaixa com a alma que carrega?
Quantas vezes expliquei que não é uma escolha?
Quantas vezes contei que muitos de nós morreram só por sermos diferentes?
Quantas vezes contei que sangue são derramados por isso?
Quantas vezes falei sobre termos que lutar o dobro do que pessoas cis?
Que 90% dos trans são alvos da depressão e 60% do suicídio?
Que é uma vida de muita dor, lágrimas e dificuldades?
De mortes, tristezas, doenças?
Já se esqueceram da exclusão dos direitos humanos?
Eu estaria praticamente rico se ganhasse um real para cada vez que tentei explicar.
Para cada vez que tentei ensinar.
Para cada vez que tentei mostrar.
Para cada vez que me segurei para não desistir de levar conhecimento para as pessoas.

O transgênero não escolhe ser trans.
O homem não vira mulher.
A mulher não vira homem.
O homem trans é homem! Em um corpo adaptado para tentar viver da melhor maneira possível.
A mulher trans é mulher! Em um corpo adaptado para tentar viver bem.
E daí? O que isso muda na sua vida?
Você já viu os inúmeros casos de auto mutilação de pessoas trans?
Eu já passei por isso!
Veja no Google, são histórias muito tristes, são histórias de sentar e chorar.
Não é maneira de chamar atenção, é a realidade de uma pessoa.

Três anos desde que me assumi publicamente como homem trans.
Tenho dois livros publicados por mim mesmo sobre a minha vida e estou trabalhando no terceiro.
Tenho esse blog.
Tenho o instagram e o fb.
E estou trabalhando no meu próprio canal do youtube.
Sou um dos principais integrantes do grupo de diversidade de uma empresa multi nacional.
Fui o primeiro trans assumido na empresa onde trabalho.

E do que isso tudo adiantou?
As mensagens não estão chegando nas pessoas.
As pessoas não estão aprendendo.
Entendo que ninguém é obrigado a aceitar nada, mas o respeito, ele não era fundamental?
Quando eu tinha certeza de que estava ensinando, eu estava errado.
Se determinada pessoa posta isso no fb, não aprendeu nada.
Se tivesse aprendido, não teria postado.
E o pior, é que agora não da mais para te olhar da mesma maneira que antes.
Agora sempre que eu olhar pra vc, lembrarei de como vc pensa sobre isso.

2º Valores invertidos? Isso é tão...Que nem vou comentar.

3º Já pararam para pensar na história de vida das pessoas?
Em como muitos não tem a oportunidade financeira de cuidar de si mesmo?
Que muitos não tem a oportunidade de investir na sua saúde, inclusive dental?
Que muitos não tiveram oportunidades de bons estudos para um trabalho bom?
Postar a foto de um homem com apenas dois dentes na frente e chama-lo de Drácula, é o fim da picada. Para que postar a foto em uma rede social onde meio mundo tem acesso?
Para que expor desta maneira?
Qual o sentido de brincar com a aparência das pessoas?
Se pelo menos você estivesse arrependido...
Se pelo menos você tivesse entendido...
Se pelo menos você tivesse tentando evoluir como homem, tentando aprender a respeitar as pessoas de uma maneira melhor.
Se pelo menos você tentasse entender que cada um tem a sua história de vida, suas limitações.
Foi tão triste ter visto esse post vindo logo de você.
No fim, nunca te ensinei nada, né?
Você me respeita porque as pessoas estão olhando, né?
Para alguém que votou no Bolsonaro, acho que não podemos esperar menos, né?

Enfim, eu lhe desejo muita sabedoria.
Lhe desejo muito aprendizado pelos anos que seguem de sua vida.
Lhe desejo paz consigo mesmo e a vontade de querer aprender cada vez mais.
Desejo que você aprenda a respeitar as diferenças, que aprenda que cada um tem sua própria história, suas limitações, sua maneira de viver a vida.
Sua maneira de sobreviver nesse mundo doente.
E desejo ainda mais que seja tudo bem em breve, afinal, agora que você é pai, você é responsável pela sua própria educação e de sua filha.

Espero que todos nós tenhamos tempo suficiente e oportunidades de sobra para aprendermos a história e individualidade de cada um.

PS.: Esta noite estou oficialmente desistindo de você :)

Um abraço,
Pedro.

terça-feira, 2 de julho de 2019

A decepção de cada dia.


Bom dia amiguinhos.
Ah! Não tem como começar um novo post sem uma foto de um belo por do sol.
Sou apaixonado por imagens assim rs.

Enfim...
Bora conversar um pouquinho sobre hoje?
A tarde sai para fumar, atravessei a rua e fui fumar na praça, vi uma colega lá e fui puxar assunto, já que a sensação de que eu estou me fechando, me afastando do mundo novamente, me incomoda.
Antes eu não tivesse ido, se eu pudesse voltar no tempo, teria preferido fumar no meio da rua.
Bom, vou falar pq, mas não me perguntem quem é a pessoa, não identifico ngm não.

Falei que passei o dia com os olhos doendo, o tempo está muito seco e tal.
Ai ela falou que está estranho, estamos no inverno, que deveria estar frio.
Eu falei que não precisava se preocupar, está vindo uma frente fria, vi em um site, não lembro em qual, falando que a temperatura pode cair até 5 graus negativo, ai vou querer ver povo reclamar, comentei que no frio hipertenso sofre, pq no frio a pressão sobe, ai tem q tomar o dobro do remédio, falando sobre remédios, comentei que tomo antidepressivos.
Ela virou e perguntou: Vc tem depressão? Pra que isso? Pra que isso gente?
Eu fiquei besta da vida e perguntei: Vc por acaso acha que pessoas depressivas escolhem ser depressivas? Como se fosse algo divertido? Que eu falo para todo mundo como se tivesse orgulho?
Ela disse que não, ai veio falar que é espirita de não sei o que, explicou que espiritismo tem várias "categorias" não sei explicar direito, lembrando que eu respeito todas as religiões desde que não me encham o saco com isso.
Eu não lembro como que de religião a conversa passou a ser trans, só lembro que essa conversa foi como uma facada nas costas, ainda mais pq essa pessoa, as vezes anda com a gente.

Ela falou que não entra na cabeça dela como uma pessoa pode ser trans.
Que ela olha para mim e me vê como mulher.
Que me chama pelo nome Pedro pq todo mundo chama, mas me vê como mulher.
Perguntou que banheiro eu uso.

Foi como uma apunhalada porque tive a certeza de que não estou ensinando nada para as pessoas.
Eu sou o primeiro trans assumido na empresa, sou um trans livro super aberto, as pessoas que querem aprender, eu sempre deixo a vontade para fazer qualquer pergunta, eu gosto de ensinar, de levar conhecimento, mas parece que todas as minhas tentativas foram por água abaixo, não é possível.
Muita gente sabe a minha história, muita gente sabe como é difícil ser trans no país que mais mata trans no mundo, em um país em que vc morre só por ser diferente do padrão da sociedade.
Eu senti como um daqueles socos q a gente toma na cara q perde o rumo.
Respirei fundo, resolvi deixar pra lá, mas deixar pra lá não significa que eu não vá desabafar aqui.

Comentei com um amigo sobre eu fazer uma palestra na sala de treinamento, convidando o pessoal, mas a verdade é que isso não mudaria absolutamente nada, se depois de toda a história e barulho que fizemos sobre a transexualidade, não resolveu de nada, não mudou de nada, pq uma palestra minha mudaria? Capaz de ngm aparecer.
E conversando com esse amigo, falei para ele, logo eu, que brinco com todo mundo, trato todo mundo muito bem, é sempre tudo tão tranquilo, tive que ouvir isso?
Foi sim o fim da picada!!

Mas vamos seguir em frente, tentar seguir da melhor maneira possível.
Se sendo o primeiro trans assumido na empresa do Brasil não mudou nada, nada vai mudar ali.
Vou seguir meus dias do jeito que dá.
Mas admito que fiquei tão chateado, que depois disso eu a vi mais 2 vezes e sinceramente, não consegui olhar na cara dela, a decepção foi tão grande que não consegui olhar pra cara dela, não consegui dar tchau e sinceramente, acho que nunca mais vai ser como foi um dia.
Tipo, sem conversas, sem brincadeiras, apenas bom dia e boa noite, por educação, claro.
Mas sei lá, não estou afim de manter por perto pessoas com essa mentalidade.

Enfim, é isso aí.
Só queria dizer que quando achamos que está tudo caminhando bem, na verdade, não saímos do lugar.

Um conselho? Preste atenção no que vocês falam, para quem vocês falam e como vocês falam. Uma palavra no lugar errado, pode mudar uma história para sempre.
Ah! E o pior ignorante é aquele que não quer aprender :)

Um abraço,
Pedro.

sábado, 29 de junho de 2019

Duas ou três lições de Pedrão!


Boa tarde amiguinhos,
Tudo bem?
Bem, vamos lá...

Hoje mais cedo estava conversando com meu afilhado sobre as coisas da vida e ai ele aproveitou o papo bom e me perguntou se uma mulher trans fica com um homem, esse homem seria gay?
Achei muito legal ele ter vindo me perguntar, porque tem muita, mas MUITA gente mesmo que além de não saber, não querem saber, é admitir que prefere ser ignorante no assunto, ainda bem que não é o caso dele de alguns amigos meus, até porque eu gosto muito de ensinar e se eu não souber responder, certamente aprenderemos juntos.

Enfim, expliquei para ele que o rapaz não é gay, pois ele esta namorando uma mulher trans e mulher trans não deixa de ser mulher só porque não fez a cirurgia, afinal, existe dezenas de razões para um trans não fazer a cirurgia, por exemplo, no meu caso é falta de grana e um medo inexplicável de morrer na mesa cirúrgica, para muitos trans, acredito que 70% dos casos, é pela falta de grana, outros casos, por medo, ou por não ter se assumido ainda ou porque simplesmente não quer.
Eu não acho que deve ser uma regra de vida entende?
Tipo, mudar o nome nos documentos, tomar hormônios, fazer cirurgia, etc.
Porque o que vale é o que esta dentro de nós, na nossa alma.

Depois que ele me explicou, ele falou que prefere perguntar, ficar sabendo, para não falar bosta ou ver alguém sendo ofendido só por ser quem realmente é.
Não amo esse menino? Demais!
E como eu estava estudando Excel quando ele veio aqui em casa para fumar (pq o pai dele ñ deixa fumar na casa dele) e minutos antes dele fazer essa pergunta eu estava pensando que as formulas do Excel poderiam ser mais simples, porque quem esta fora deste "meio" não consegue pegar com facilidade. E com esse pensamento, conclui que esse assunto também deveria ter uma maneira mais fácil de raciocinar para quem não esta nesse meio.
Então, a "Fórmula" para entender melhor quando eu não estiver por perto para explicar, é o seguinte:
Se a pessoa trans estiver se relacionando com alguém do mesmo sexo, é homossexual (ou bi).
Se a pessoa trans estiver se relacionando com alguém do sexo oposto, é hétero (ou bi).

Ser trans tem a ver com o que você é por dentro, com o que a sua alma é, independente se fez cirurgias, mudou documentos, tem aparência do mesmo sexo que sua alma ou não, sem voz grossa ou fina, se toma hormônios ou não. É simples, a partir do momento que você se identifica como um homem em corpo de mulher ou vice e versa, você é trans, mesmo que vc nunca "re-adapte" seu corpo, isso é fato e ninguém pode dizer o contrário.

Eu não fiz a cirurgia ainda por medo e falta de grana, mas admito que entrei faz pouco tempo em uma fase em que eles agora me incomodam muito, mas é preciso ter paciência, muita paciência para esperar a hora certa chegar e aceitar caso ela nunca chegue e é isso que estou fazendo.
Eu não posso tomar hormônios, porque além de fumar que nem um perdido na vida, eu também sou hipertenso - Para quem não sabe, hipertenso é aquele que tem problema de pressão alta, não pode exagerar no sal, quando esfria a pressão sobe, tem que tomar remédio diariamente para manter estabilizada e blá blá blá.
Os documentos, talvez, seja a minha única conquista, eu já levei tudo no cartório e agora estou esperando o retorno deles para saber se foi ou não aprovado. Mas eu não me importo de não conquistar as outras duas coisas que falei, o fato de conquistar pelo menos uma já me deixa feliz.

Outro papo que rolou nessa conversa é que ele me perguntou como eu consigo falar no feminino aqui em casa e no masculino quando estou fora de casa, eu falei pra ele, com sinceridade total, que não é fácil, é bem complicado e cansativo, sem falar em como é chatoooooo!
Mas eu respeito meus pais, se eles não estão prontos para "lidar" com isso ainda, vou esperar pelo tempo certo, afinal, ter uma filha durante 32 anos e agora terem um filho, a adaptação não é fácil, sem falar que eles vieram de uma criação completamente diferente da minha.
É preciso ter paciência, mas admiti para ele que as vezes eu erro, as vezes eu falo no masculino aqui, as vezes falo no feminino lá no trabalho, quando percebo me corrijo, mas é muito cansativo.
O lance é que quando você ama alguém, você simplesmente espera.
E mesmo que esse dia nunca chegue, tudo bem também.
Acho que em algum momento da vida você se conforma com isso e deixa pra lá.
Mas é de certa forma engraçado, porque eu queria tanto me assumir para poder parar de ficar vivendo 2 sexos na mesma vida e agora que sou assumido, continuo vivendo rs, mas para a minha sorte, pelo menos não preciso mais ficar me escondendo dentro de uma personagem, eles sabem quem sou, apenas estão com uma grande e bela dificuldade de se adaptar a nova realidade.
Mas eu entendo, de verdade mesmo e tudo bem isso, prometo.

Enfim, uma última lição do tio Pedro:
Na sexta-feira, a Rita, do programa "Drag me as a Queen" esteve lá no trabalho dando uma palestra sobre o amor. Não assisti inteira, só metade, pois precisava ir almoçar para que meus colegas pudessem ir depois que eu voltasse, a regra geral é que não podemos deixar a sala sozinha, então faço o possível para cumprir meu horário.
Esse pouco que assisti foi bem legal, a maneira que ela usou o humor para ensinar sobre uma coisa tão ampla e ao mesmo tempo tão incrível, foi sensacional.
A coragem de estar ali no meio de um grupo que não tem todo o conhecimento necessário sobre o mundo de diversidade foi inesquecível, claro que nós do grupo de diversidade do trabalho nunca deixaríamos acontecer nada de ruim com ela, mas aina assim, é preciso de coragem, nunca se sabe como o público vai reagir.
E no final do dia, me perguntaram a diferença de trans x Drag.
Talvez exista uma maneira mais simples de explicar que eu não conheça ainda, mas no que me ensinaram é que o trans ele não quer só se vestir como o sexo oposto, ele É o sexo oposto mesmo que o seu corpo não passe essa informação, ser trans é algo real, é sobre ser conforme sua alma se reconhece, é sobre ser o que é, é o homem em corpo de mulher, a mulher em corpo de homem, é algo concreto, fixo, é o viver de alguém, entende?
Já as Drags, geralmente são homens que gostam de se vestir de mulher, mas elas não desejam mudar corpo, documentos, tomar hormônios, ser literalmente mulher. Elas só expressam o lado feminino delas, elas criam uma personagem para expressar esse lado, entende?
Algumas são drags a noite, para se apresentar em show, por exemplo.
Outras, como a Rita, para programas de TV e palestras.
Tem de tudo um pouco e a melhor maneira de vc não pagar mico sobre o mundo diverso é perguntar, ter a mente aberta para aprender aquilo que vc não sabe, é querer aprender, é entender e respeitar.
Afinal, somos todos humanos, vamos para o mesmo buraco e não levaremos nada da terra.
Não é mesmo?

Acho que vocês já viram que postei algumas vezes no facebook que eu tenho um carinho a mais por pessoas que respeitam a minha identidade, porque eu lutei tanto para chegar onde estou, passei por tanta coisa que eu nem consigo acreditar, lutei e fui ferido, fui derrubado e chorei, levantei e tentei de novo, foram tantas lágrimas, sorrisos, desistências e alguns "deixam pra lá" que acaba sendo uma história bem louca com um pouco de confusão misturada.
Passei por muita, mas muita coisa mesmo, para chegar onde estou e quando essas pessoas reconhecem minha identidade, respeitam, me tratam no masculino e tudo mais, é como se elas conseguissem me enxergar além deste corpo que tenho, além do sexo que ele mostra, como se olhassem para mim e vissem diretamente a minha alma, sem esse corpo.
E isso me deixa realmente feliz, porque talvez, eu nunca consiga conquistar a aparência masculina, mas existem pessoas na minha vida que não precisam que eu consiga chegar no topo da transição para enxergar como eu realmente sou e isso é muito, mas muito mesmo importante para mim.

Enfim, hoje falei para alguns amigos que quando fui no banheiro do mercado, a mulher que entrou antes de mim, voltou e foi ver a placa na porta, se era mesmo o feminino kkkkkkkkkkkkk e ai eles me perguntaram porque eu não uso o masculino.
A resposta é a mais fácil de todas: Banheiros públicos eu tenho medo.
Nós vivemos no país que mais mata trans em todo o mundo.
O BRASIL É O PAÍS QUE MAIS MATA TRANS NO UNIVERSO INTEIRO!!
Uso o masculino somente no trabalho, porque sei que lá é seguro.
E espero de verdade, que em um futuro não muito distante, os trans possam usar o banheiro que quiserem sem ter medo de algo lhe acontecer.
Que nenhum país seja reconhecido como o que mais mata trans, na verdade, espero que um dia parem de nos matar, só por sermos diferentes dos demais.

Enfim, acho que já contei tudo sobre o assunto que rolou nessa semana.
Se eu lembrar de algo mais, volto para contar.
Um grande abraço amiguinhos e tentem aproveitar bem o domingão, ok?

Pedro.

sábado, 22 de junho de 2019

Cartas para ele


"Querido amigo X, você nunca irá receber essa "carta", mas vou escrever mesmo assim.
Tenho sentido a sua falta, mais do que achei que sentiria.
Por mais que eu tente, não consigo entender essa situação em que nos encontramos hoje.
Tento entender, mas não consigo, não tem lógica determinada situação.
Quando achamos que já vimos de tudo, que já vivemos de tudo, sempre vem a vida e nos surpreende de novo, sejam boas ou não essas surpresas.

Não tem tido graça nenhuma correr F-1 sem você.
Assistir as corridas sem você.
Hoje mais cedo, comentei com meu afilhado que tem uma edição inédita de F-1 para o PS-4 que tem o ídolo Senna, que da para correr com ele, apesar de custar R$ 256,00 finalmente tiveram uma boa ideia e nessa nova versão você começa no F-2 e tem que ralar para chegar no F-1, ele não viu a menor graça nisso, mas sei que você iria gostar muito, você teria entendido a minha empolgação, bom, pelo menos eu acho que sim rs. Prefiro pensar que sim rs.

Sabe, me comove o fato de que mesmo estando tentando de todas as maneiras do mundo entrar em contato com você, não estar conseguindo, pq existem pessoas que acham que podem colocar muros entre as pontes, digamos assim. É uma verdadeira bosta isso tudo e eu só posso dizer que eu realmente espero que você esteja bem, de verdade mesmo.

Quero que você sempre se lembre, do fundo do seu ser, que eu sempre serei grato pelo restante de toda a minha vida, por tudo o que você fez por mim, eu nunca me esquecerei disso.
E também quero lhe pedir sinceras desculpas, afinal, você foi o personagem principal da história da minha vida, você me manteve em pé quando minha avó estava falecendo, fez tudo o que podia por mim, você ajudou a minha mãe me aceitar como homem transexual, vc chegou de mansinho e mudou o rumo da história e eu simplesmente não posso fazer nada por vc nessa situação de bosta que ficam limitando qualquer passo que eu queira dar em sua direção, é como se tivessem lhe machucando fisicamente e eu aqui amarrado sem conseguir me livrar pra poder lhe ajudar, simplesmente me mata não poder fazer nada e me mata mais ainda saber que existem pessoas que podem ajudar, que podem mudar o rumo da sua história e ficam sentadas, sem fazer nada, esperando que as coisas mudem sozinha, não é assim, nunca foi assim e nunca será.
Nada na vida é fácil e simples assim.

Eu não posso te dizer quem você deve julgar e perdoar.
Quem você não deve perdoar.
Quem você deve ter mais consideração e reconhecimento.
Não posso lhe dizer quem deve permanecer em seu coração e alma e quem deve ser excluído.
Eu não posso dizer como viver a sua vida.
E prometo tentar compreender suas decisões mesmo não sendo as que eu tomaria.
Mas acho que com essa história toda, de alguma maneira, você irá tirar uma lição para a vida inteira disso tudo, eu pelo menos estou aprendendo bastante e quanto mais eu aprendo, menos tenho paciência para o ser humano, menos tenho vontade de ter contato com o ser humano.
As pessoas continuam me surpreendendo, quem eu achei que estaria com vc o tempo todo, não está, quem gostaria de estar, não pode estar, é uma bela de uma merda fedorenta jogada no ventilar sem tempo para sair correndo.
Tenho uma vontade enorme de mandar diversas pessoas para a casa do caralho, mas por enquanto ainda não posso, a situação X não me deixa, mas saiba que vontade não me falta e nunca faltou.
Essa situação foi o melhor exemplo para determinadas pessoas de que a mentira realmente tem pernas curtas, pena que só vê aquele que não mentiu. Mas tudo bem.
É como aquele pedacinho da música See you again dos Velozes e furiosos:

"Oh, I'll tell you all about it when I see you again" Oh, eu te contarei tudo quando eu te ver de novo.

Outra parte dessa mesma música que gosto muito de citar:

Primeiro, vocês dois fazem seus caminhos
E a vibração se fortalece
E o que é pequeno se transforma em uma amizade
Uma amizade se transforma em um laço
E esse laço nunca será desatado
O amor nunca será perdido

E quando a irmandade vem primeiro
A linha nunca será cruzada
Nós a estabelecemos por conta própria
Quando essa linha teve que ser desenhada
E essa linha foi o que alcançamos
Então lembre-se de mim quando eu me for...




Enfim, espero que você esteja bem.
Espero que você aguente firme até que essa história toda chegue ao fim.
Pq meu amigo, um dia chegará ao fim, eu tenho certeza disso.
Apenas aguente firme e use toda a força que vc me deu, consigo mesmo.
Nem tudo é para sempre, apenas, aguente firme.
Eu sei que você consegue.

Um grande abraço,

Pedro.